Skip to main content
Sem resultados.
 
Linha de Apoio ao Cliente Unilabs
2ª a 6ª das 8h00 às 20h00
sábado das 8h30 às 13h00
Voltar à página anterior

TOMORROW Teste Pré-Natal Não Invasivo

tomorrow_info_medicos_Pt
Sobre

TOMORROW é o teste pré-natal do Laboratório de Genética Médica da Unilabs (CGC Genetics) que, a partir de uma amostra de sangue materno e de uma forma não invasiva, deteta no DNA fetal a presença de trissomias 21, 18 e 13, o sexo fetal e as aneuploidias dos cromossomas sexuais (Monossomia X, XXX, XXY, XYY).

Image
Exames

Deteção Precoce

TOMORROW pode ser realizado a partir da 10ª semana de gestação (inclusive).

Image
Laboratorio

Seguro

A realização do teste não tem risco de abortamento, normalmente associada a métodos invasivos.

Image
Analises Clinicas

Simples

Apenas é necessária uma simples colheita de sangue, sem preparação prévia.

Image
Genética

Elevada Capacidade de Deteção

Deteta os síndromes mais comuns: trissomias 21, 18 e 13, identifica o sexo fetal e as aneuploidias dos cromossomas sexuais (Monossomia X, XXX, XXY, XYY).

Image
Verificar

Análise de Confiança

Taxa de falsos positivos e falsos negativos inferior a 0,5% 1,2,3.

Image
Rápido

Resposta

Tempo médio de resposta de 4 dias úteis (máximo 6).

A quem se destina

A QUEM SE DESTINA O TOMORROW?

PARA GRÁVIDAS DE QUALQUER IDADE E CATEGORIA DE RISCO

O TOMORROW, teste pré-natal não invasivo, foi validado clinicamente para ser utilizado em mulheres grávidas de qualquer idade ou categoria de risco.

TOMORROW DESTINA-SE A TODAS AS MULHERES GRÁVIDAS, SENDO RECOMENDADO ESPECIALMENTE A:

  • Grávidas que desejam descartar a presença destas alterações cromossómicas no feto, sem colocar a gravidez em risco através de um teste invasivo.
  • Grávidas com mais de 35 anos.
  • Grávidas com risco elevado para as trissomias 21, 18 e 13.
  • Grávidas com trissomia diagnosticada em gravidez anterior.
  • Grávidas com história de abortamento de repetição.
  • Grávidas com resultados ecográficos sugestivos das cromossomopatias testadas.
  • Grávidas que desejam saber mais informações sobre o seu bebé.

 

O TOMORROW PODE TAMBÉM SER REALIZADO EM:

• FIV/Doação de óvulos

O TOMORROW DETERMINA

TRISSOMIAS ANEUPLOIDIAS SEXUAIS SEXO FETAL
  • Trissomia 21

  • Trissomia 18

  • Trissomia 13

  • Monossomia X

  • XXX

  • XXY

  • XYY

  • Menino / Menina

 

Gravida Tomorrow

TOMORROW EM GÉMEOS

O Tomorrow pode também ser realizado em gestações gemelares (2 fetos). O estudo do sexo fetal é efetuado pela presença ou ausência do cromossoma Y em sangue materno. No caso de deteção do cromossoma Y em gravidez gemelar (2 fetos), não é possível confirmar se um ou ambos os fetos são do sexo masculino. Da mesma forma, em gestações gemelares não é possível a pesquisa de aneuploidias dos cromossomas sexuais, pelo que apenas pode ser realizado o teste T21, T18, T13 only.

Tenha em consideração que os testes pré-natais não invasivos têm uma sensibilidade inferior quando realizados em gravidez gemelar. 

Metodologia

A IMPORTÂNCIA DE UM TESTE PRÉ-NATAL NÃO INVASIVO

Existem várias opções de rastreio pré-natal disponíveis. Em comparação com o teste pré-natal não invasivo TOMORROW, os métodos de rastreio tradicionais têm uma precisão inferior e taxas de falsos positivos superiores.

Por outro lado, diagnósticos invasivos, como a amniocentese ou biópsia de vilosidades coriónicas (CVS), implicam um risco de abortamento de 0,5% ou 1-2%, respetivamente.

Risco de abortamento

DESEMPENHO DO TESTE NAS ANEUPLOIDIAS CROMOSSÓMICAS MAIS COMUNS 2,4

 

 

Sensibilidade 

 

95% IC 

 

Especificidade 

 

95% IC 

 

T21 > Síndrome de Down 

 

99,14% 

 

98,0 - 99,7 

 

99,94% 

 

99,90 - 99,97 

 

T18 > Síndrome de Edwards 

 

98,31% 

 

95,0 - 99,6 

 

99,90% 

 

99,86 - 99,93 

 

T13 > Síndrome de Patau 

 

98,15% 

 

90,0 - 99,9 

 

99,95% 

 

99,91 - 99,97 

 

MX > Síndrome de Turner 

 

95,0% 

 

75,1 - 99,9 

 

99,0% 

 

97,6 - 99,7 

 

 

QUAL É A METODOLOGIA UTILIZADA?

 

  • A partir de uma amostra de sangue são obtidos fragmentos de DNA em circulação, tanto maternos como fetais.
  • Isto porque, durante a gravidez, pequenos fragmentos da unidade feto-placentária entram na circulação sanguínea da mãe. Estes fragmentos de DNA da unidade feto-placentária são normalmente designados apenas como DNA fetal.
  • Os fragmentos em circulação correspondentes tanto ao DNA da mãe como do feto são analisados pelo TOMORROW Prenatal Test.
  • É quantificada a fracção de DNA Fetal presente na amostra analisada. 
metodologia

 

UMA APROXIMAÇÃO MAIS PROFUNDA À SEQUENCIAÇÃO

  • Os fragmentos de DNA materno e fetal presentes na circulação sanguínea são analisados por tecnologia de Sequenciação de Nova Geração (NGS).
  • De seguida, através de uma complexa análise bioinformática utilizando a plataforma ILLUMINA, o número de sequências correspondente a cada cromossoma é "alinhado" e analisado.
  • A identificação do sexo fetal é determinado pela presença ou ausência do cromossoma Y.
  • As aneuploidias são detetadas através da comparação do material cromossómico (DNA materno e fetal) com valores de referência.Sequanciacao

     

 

 

Processo

QUAL É O PROCESSO DO TOMORROW?

O teste TOMORROW adapta-se a qualquer consultório, fornecendo a flexibilidade que precisam para agendarem o teste com outros procedimentos pré-natais, incluindo ecografias.

TOMORROW EM TRÊS PASSOS SIMPLES

  1. Requisite o teste a partir das 10 semanas de gestação.
  2. Envie a amostra de sangue (7-10 mL) para análise utilizando o kit fornecido.
  3. Receba os resultados do teste entre 4 a 6 dias úteis.
Processo Tomorrow

QUAL É A INFORMAÇÃO OBTIDA COM O TOMORROW?

O TOMORROW fornece informações claras sobre as aneuploidias fetais mais comuns, o que pode minimizar a ansiedade materna e orientar a realização de procedimentos invasivos para diagnóstico definitivo, no caso de um resultado positivo.

Resultados Possíveis:

  • Não detetado”, no caso de haver uma probabilidade muito reduzida para as aneuploidias testadas;
  • Detetado”, no caso de haver uma probabilidade muito aumentada para as aneuploidias testadas.

Em caso de resultado positivo (“detetado”), de acordo com as recomendações de ACOG, ACMG e SMFM, é aconselhada a confirmação por diagnóstico pré-natal invasivo, em líquido amniótico (amniocentese) ou por biópsia de vilosidades coriónicas, através de FISH, QF-PCR ou cariótipo.

Neste caso, o nosso Laboratório oferece, sem qualquer custo adicional, a realização de uma análise rápida por QF-PCR, disponível em 24 a 48h e também a análise cromossómica (cariótipo).

 

Recomenda-se que não seja assumida nenhuma decisão clínica irreversível com base unicamente no resultado do presente teste.

 

INFORMAÇÃO ADICIONAL

  • O teste não é passível de ser realizado antes das 10+0 semanas de gestação, determinada pela DUM, CRL ou outro método clinicamente adequado (equivalente a 8 semanas de idade fetal, se determinado por data de conceção).
  • O teste não é considerado teste de diagnóstico, ainda que todos os estudos recentes sobre as características deste teste demonstrem a sua elevada precisão (99%) e reduzida taxa de falsos positivos/negativos (<0,5%).
  • Falsos negativos: em casos raros, uma alteração cromossómica testada poderá estar presente, mesmo se o resultado do teste for de “não detetado”.
  • Falsos positivos: um resultado de “detetado” para determinada aneuploidia testada poderá não estar presente no feto mas, por exemplo, ser identificada somente na placenta.
  • Testes com resultados de “não detetado” não eliminam a possibilidade do feto ter outras alterações cromossómicas para além das referidas e dentro das limitações da técnica (inferior a 1%), defeitos congénitos ou problemas de saúde.
  • Se a grávida tiver recebido, recentemente, uma transfusão sanguínea, transplante, terapia de células ou imunoterapia, não é possível uma avaliação precisa do DNA fetal.

 

ACOG - American College of Obstetricians and Gynecologists; ACMG - American College of Medical Genetics and Genomics; SMFM - Society for Maternal-Fetal Medicine.

 

Onde se Realiza

A colheita do teste TOMORROW é feita em todas as Unidades da rede própria Unilabs que disponham da Especialidade de Genética Médica.

Pode consultar os contatos e horários destas Unidades com a Especialidade de Genética Médica, aqui.

 

Preço

O QUE INCLUI O TOMORROW?

Estão disponíveis dois tipos de Teste Pré Natal Não Invasivo TOMORROW:

  • Tomorrow

Pesquisa das trissomias 21, 18 e 13, identificação do sexo fetal e aneuploidias dos cromossomas sexuais (Monossomia X, XXX, XXY, XYY)

495€

  • T21, T18, T13 only

Pesquisa das trissomias 21, 18 e 13 e identificação do sexo fetal.

370€

Relativamente a possíveis comparticipações informe-se com as Seguradoras de Saúde.

Por favor contacte-nos para mais informações.

Downloads
tomorrowflyer
Ficheiros
Letras Glossário Size
Brochura Tomorrow (950.05 KB)
950.05 KB
4.78 MB
Manual Colheita (520.88 KB)
520.88 KB
Referências

REFERÊNCIAS

• 1 - Futch T, Spinosa J, Bhatt S, et al., Initial clinical laboratory experience in noninvasive prenatal testing for fetal aneuploidy from maternal plasma DNA samples. Prenat Diagn. 2013. 33:569 574.

• 2 - Bhatt S, Parsa S, Synder H, et al., Clinical Laboratory Experience with Noninvasive Prenatal Testing: Update on Clinically Relevant Metrics. ISPD 2014 poster.

• 3 - Bianchi D, Parsa S, Bhatt S, et al., Fetal Sex Chromosome Testing by Maternal Plasma DNA Sequencing: Clinical Laboratory Experience and Biology. Obstet Gynecol. 2015. 125(2):375 382

• 4 - Verinata Health, Inc. Analytical Validation of the verify Prenatal Test: Enhanced Test Performance For Detecting Trisomies 21, 18 and 13 and the Option for Classification of Sex Chromosome Status. 2012. Redwood City, CA.

 

REFERÊNCIAS ADICIONAIS 

ACOG Committee on Practice Bulletins. ACOG Practice Bulletin No. 77: screening for fetal chromosomal abnormalities. Obstet Gynecol. 2007. 109:217 227.

American College of Obstetricians and Gynecologists (ACOG) Committee on Genetics. Committee Opinion No. 545: Noninvasive prenatal testing for fetal aneuploidy. Obstet Gynecol. 2012. 120:1532 1534.

Gregg A, Gross S, Best R, et al. ACMG statement on noninvasive prenatal screening for fetal aneuploidy. Genet Med. 2013. 15:395 398.

Benn P, Borell A, Chiu R, et al. Position Statement from the Aneuploidy Screening Committee on Behalf of the Board of the International Society for Prenatal Diagnosis. Prenat Diagn. 2013. 33:622 629.

Devers P, Cronister A, Ormond K, et al. Noninvasive prenatal testing/noninvasive prenatal diagnosis: the position of the National Society of Genetic Counselors. J Genet Couns. 2013. 22:291 295.

Bianchi D, Platt L, Goldberg J, et al. Genome-wide fetal aneuploidy detection by maternal plasma DNA sequencing. Obstet Gynecol. 2012. 119:890 901.

Rava P, Srinivasan A, Sehnert A, et al. Circulating fetal cell-free DNA fractions differ in autosomal aneuploidies and monosomy X. Clin Chem. 2014. 60:243 250.

Sehnert A, Rhees B, Comstock D, et al. Optimal detection of fetal chromosomal abnormalities by massively parallel DNA sequencing of cell-free fetal DNA from maternal blood. Clin 

Chem. 2011. 57:1042 1049.

Srinivasan A, Bianchi DW, Huang H, et al. Noninvasive detection of fetal subchromosome abnormalities via deep sequencing of maternal plasma. Am J Hum Genet. 2013. 92(2):167 176.

Liao C, Zhengfeng X, Zhang K. DNA sequencing versus standard prenatal aneuploidy screening. 

N Engl J Med. 2014. 371(6):577 178.

FAQs
x

Bem-vindo ao Unilabs.pt

Visitar unilabs.com

OU ESCOLHA UM PAÍS UNILABS DA LISTA